Programa Pastoral da Diocese de Lisboa 2017-2020

Patriarcado procura levar para o terreno princípios assumidos na Constituição Sinodal

Lisboa, 30 jun 2017 (fonte Ecclesia)

programa-pastoral diocese-Lisboa-2017-2020O Patriarcado de Lisboa vai ter como tema orientador do programa diocesano para 2017/2018 o tema ‘Fazer da Palavra de Deus o lugar onde nasce a fé’, apostando numa “rede de relações fraternas”.

O documento orientador para o próximo ano pastoral marca o início da receção da Constituição Sinodal publicada em dezembro de 2016, por ocasião do encerramento da assembleia consultiva convocada em 2014, na qual se insiste em “virar as comunidades mais para fora”.

O Patriarcado de Lisboa informa que este objetivo transversal está enunciado no n.º 60 da Constituição Sinodal de Lisboa (CSL), procurando “fazer da Igreja uma rede de relações fraternas”.

Neste contexto, são destacados os três objetivos anuais e sucessivos, entre 2017 e 2020 também a partir da CSL: ‘Fazer da Palavra de Deus o lugar onde nasce a fé’ para o próximo ano pastoral; em 2018-2019 o convite é a ‘viver a liturgia como lugar de encontro’; e no final do triénio o desafio é ‘sair com Cristo ao encontro de todas as periferias’.

“Tudo o que a CSL oferece nos seus setenta números é para receber e praticar. Mas estes números, maioritariamente escolhidos pelas vigararias e outros grupos, serão ponto de partida para tudo o mais”, informa o Patriarcado de Lisboa.

O número 38 da CSL - ‘Fazer da Palavra de Deus o lugar onde nasce a fé’ – é o objetivo anual de 2017-2018, onde são detalhados “alguns pontos, todos eles programáticos”, a partir de indicações do Papa Francisco e do Papa emérito Bento XVI.

Leia a carta de D. Manuel Clemente aos diocesanos de Lisboa 

Veja aqui o documento completo do programa diocesano

Consulte os documentos do Sínodo Diocesano 2016

Vai Acontecer


retiros para casais

Ano Padre Kentenich

na liga das familias rezamos por

contribuicoes 2

Este site utiliza cookies. Continuando a navegar está automaticamente a autorizar os mesmos. Continuar